quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Saudades de ti avô

Sem palavras, apenas com a alegria de te ver, pulo para o teu colo...roubo-te o palito...puxo o teu chapéu para mim e sorrias com o teu ar de: este puto tem pinta!!! (pensava eu)! Não adianta resmungares...sabes bem que não paro!!! Lá do fundo lá se ouve a minha mãe: pára quieto que ele não tem a tua idade!! Mas sabes que não me importo...adoro-te e sinto que me adoras!!!

Não me perguntes avô o porquê de estar a colocar-te nestas palavras...simplesmente tenho saudades! Há quanto tempo não te visito no teu repouso? Sim, eu sei realmente há muito! A verdade é que não sei porquê não vou. Talvez não acredite muito que estejas lá. Estás comigo no meu coração, mas sei que lá devia ir mais vezes! Talvez dar-te um olá...talvez apenas sorrir-te! Imaginar que me estás a ver...sei lá!

Estou a ver-te ali em repouso sob aquele manto branco...frio...com o teu ar grave e sério (Mentira! Eu sei que sorrias para mim! Mas isso só nós é que sabemos!)! Não sei o que posso imaginar vendo-te assim, talvez tentar imaginar que tudo não passaria de um pesadelo! Talvez imaginar que poderias para aquel lugar lindo que os pais falam os filhinhos...

Tudo começou de manhã bem cedo, quando a tia me ofereceu o pequeno almoço! Tudo se perdeu quando a mâmâ me disse aquelas palavras! Tudo se revelou quando te vi ali! Tudo abrandou quando "te fechaste" naquela caixa! Tudo se desmoronou quando abracei a minha mãe e desceste ao repouso! Tudo parou quando te atirei o pedaço de terra! E no entanto, tudo voltou! Voltaste tu para mim...no fundo nunca de lá tinhas saído...apenas só a minha ilusão foi mais forte por segundos!

Levanto o teu manto branco e dou-te aquele beijo...aquele eterno beijo...último mas talvez o mais importante...

Sinto saudades tuas....do teu regaço...do teu colo...do teu chapéu!!!

Desculpa-me mas tenho de parar...não quero que os olhos teus vejam chorar os meus!!


10 comentários:

W! disse...

Duvido que o Bliss seja o mesmo :P

Este é daqui debaixo. Da Marinha Grande :)

BTW Excelente texto

aubergine. disse...

Grande texto , muita emoção .

joana disse...

Não conheci nenhum avô infelizmente,mas sinto saudades da minha avó que se estivesse ca teria completado ontem 75 anos.
Como eu compreendo as tuas palavras.
Beijinho grande e uma boa semana

Ema disse...

Bonito texto*
Tabem sinto muito a falta de uma pessoa que me era muito importante.
Compreendo-te*

Pierrot disse...

Apesar de singela está uma grande homenagem a tão especial personagem de sua vida... Entendo sua necessidade de imortalizar seus sentimentos e nada melhor que a escrita... Os meus parabéns por tão bonito texto.

David Cunha disse...

Bem, este texto muito emotivo mesmo. Simplesmente belo!
Expressas-te o teu sentimento de uma maneira incrivelmente... (nem tenho palavras para o descrever)!
Lindo!

ψ Psimento ψ disse...

Bonito texto. Não sabia desta parte da tua historia e gostei de a conhecer. Pessoalmente não tenho muitas memórias do meu avô. E infelizmente muitas das que tenho são do dia em que faleceu. Foi o único dia que vi o meu pai chorar. Já te tinha dito mas gosto muito da maneira de escrever e isto prova que nunca se esquece as pessoas que nos fazem falta e infelizmente nunca se consegue ultrapassar totalmente uma perda deste género.
Um abraço e até Breve ;)

joana disse...

Passei para deixar um enorme beijinhoe e desejar te uma boa semana

Reneia disse...

=')

ines disse...

Para além de um grande beijinho deixo os desejos de um Santo Natal, com muito Amor, Paz e Carinho

Inês